Os desafios da inteligência artificial nos próximos anos

Estudo mostra os desafios da inteligência artificial nos próximos anos

Um estudo da Universidade de Stanford, na Califórnia, buscou traçar uma perspectiva sobre como a inteligência artificial poderá atuar na vida das pessoas em 2030. Chamado de 'Artificial Intelligence and Life in 2030', o estudo é o primeiro do projeto AI100, que pretende fomentar o debate sobre o desenvolvimento ético de softwares e tecnologias inteligentes.

Peter Stone, da Universidade do Texas e um dos envolvidos nas pesquisas, disse que a inteligência artificial irá se tornar mais comum e útil nos próximos 14 anos e deve atuar no cotidiano das pessoas melhorando a qualidade de vida e a economia. Entretanto, ele ressaltou que a tecnologia exige alguns cuidados.

Dentre as áreas que sofrerão impactos com a inteligência artificial, o estudo da Stanford destaca o transporte, os robôs para execução de serviços, a saúde, a educação, o entretenimento e a assistência a comunidades com dificuldades socioeconômicas.

O estudo ainda orienta que já não é tão cedo para debater sobre a economia relacionada com a tecnologia e que essas discussões devem ser feitas por todas as pessoas. Assim como propõe as legislações e responsabilidades atreladas a ela. O relatório completo do estudo pode ser conferido em inglês neste link.

Via Universidade de Stanford

 

Comentários